Sobre o livro “Sonhar Só Faz Bem” – professor Sylvio

Após um ano do encontro ocorrido com as professoras da EPT – Escola Primária Tupy (leia matéria Reencontro de Gerações), mais especificamente, em 11.2014, outro evento fez muitos lembrarem do passado: o lançamento do livro “Sonhar Só Faz Bem” escrito por Sylvio Sniecikovski.

Fiquei muito feliz em poder participar do evento, pois, a história da  ETT – Escola Técnica Tupy, se entrelaça com a história da EPT – Escola Primária Tupy, sobre a qual estamos fazendo resgates, e também por considerar, como tantos, o professor Sylvio um dos ícones da nossa educação.

Muitos alunos que iniciaram seus estudos na EPT-Escola Primária Tupy, prosseguiram sua formação na ETT – Escola Técnica Tupy, aliás, este era o sonho da grande maioria dos alunos.

Lembro que a oportunidade, inicialmente, só era dada aos alunos do sexo masculino. No entanto, por volta de 1973/74 permitiu-se que as meninas também fizessem o teste de seleção da Escola Técnica Tupy.

No dia do lançamento do livro (20.11.2014) no auditório do campus da Marquês de Olinda, quem se fez presente teve a oportunidade de assistir a uma emocionante cerimônia e rever muitas pessoas, entre elas, ex-alunos e professores.

Também estiveram presentes autoridades locais, idealizadores e colaboradores daquelas renomadas escolas: Escola Primária e Escola Técnica Tupy.

Foto frontal da ETT. Os alunos da Escola Primária Tupy passavam pelo seu lado todos os dias, por uma longa estrada de barro, para chegar até as instalações da EPT que ficava nos fundos:

Para quem ainda não teve a oportunidade de ler esta bela obra, recomendo!

Aborda a brilhante trajetória do professor Sylvio articulada à história da Escola Técnica Tupy (hoje UniSociesc).

Também nos remete a um passado não muito distante, situando-nos quanto a realidade vivenciada pelos brasileiros em geral, tanto em termos de economia, política, educação, enfim, temas interligados e diretamente vinculados ao desenvolvimento da nossa bela cidade chamada Joinville.

Abaixo, o registro do momento em que eu recebi um exemplar do livro das mãos do professor Sylvio.

 

Tomo a liberdade de fazer citações de algumas passagens do livro Sonhar Só Faz Bem:

Albano Schmidt nasceu em 1900, no dia 25 de julho, e frequentou a Deutsche Schule, escola alemã, onde se revelou um de seus mais brilhantes alunos. [….]   pág 34

Ele, que fora uma espécie de pai do projeto ETT, morreu cedo, em 1958, e a presidência da empresa foi assumida por seu filho, Hans Dieter Schmidt, então com 26 anos. [….] pág 34

A escola técnica foi idealizada, então, na geração Albano, mas foi Dieter que, em 1959, a efetivou, com o objetivo de qualificar mão-de-obra local para fazer frente aos desafios que, acreditava ele, a indústria automobilística com certeza traria à região.[….] pág 35

Dieter e Raul, empenhados em fazer uma escola de futuro, contratam dois profissionais de excelência em suas áreas: Sylvio Sniecikovski, para a direção administrativo-financeira e para lecionar matemática, física e desenho e J.J. Puls, químico industrial, para a direção técnica. A eles, pouco a pouco, juntaram-se nomes de vital importância, tais como Mariano Costa, Theo Fernando Bub, Mario Parucker, Victor Hugo Michel, Adil Calomeno, Ênio Heinen, Ernesto Tinoco de Souza, José Hofbauer, Mário Eugênio Boehm, Raulino Rosskamp, José Maria Gomes, Eduardo Miers e Henry Schmalz, entre outros tantos brilhantes colaboradores. [….] pág 35

A primeira turma se formou nos tradicionais salões da Sociedade Harmonia Lyra e teve como paraninfo o dr Dieter Schmidt, presidente e diretor da Fundição Tupy, para um reduzido grupo de apenas quatro formandos, dos quais os dois primeiros aqui citados infelizmente já falecidos:Irineu Dressel, Waldemar Merkle, Jacob Reimer e Berend Snoeijer. [….] pág 37

Na formatura dessa primeira turma, composta inicialmente por 10 alunos, o texto de juramento proferido, à época, pelos quatro aprovados deixa claro o espírito de comprometimento cívico e responsável da iniciativa.

O Juramento

PROMETO que, no exercício da profissão de técnico metalúrgico, cumprirei os deveres que dela emanam, assumindo – fielmente – suas responsabilidades decorrentes;

PROMETO envidar todos os meus esforços, objetivando, além da elevação moral, o aprimoramento técnico-cultural de nossa gente;

PROMETO, outrossim, colaborar com todo o meu idealismo para o progresso da metalurgia, visando ao desenvolvimento econômico e social do Brasil. [….]    pág 39    

O hino, em seu estribilho,já refletia, no início da década de 1960, o que viria a ser a ETT. Eis o estribilho do hino: [….]  pág 40

Teu ensino, glorioso templo,

Para sempre havemos de recordar,

Altaneira Tupy teu exemplo,

O Brasil deverá projetar.

Este lindo hino permanece na memória de muitos ex-estudantes (inclusive na minha memória, de tanto ouvir meu irmão Sadi cantando).

Alguns trechos a partir da página 63:

O prof Sylvio é filho de Estanislau Sniecikovski e Sophia Ciesielski Sniecikovski, natural de Palmeira, localizada na microrregião de Ponta Grossa, Paraná.  Nasceu em 18 de julho de 1930.  […] pág 63

Em 1953, o prof Sylvio foi convidado a trabalhar no Colégio Bom Jesus pela professora Anna Maria Harger. [….] pág 68

Em 1959, foi novamente pego de surpresa. Dessa vez, com um convite dos dirigentes da Tupy para assumir a ETT como professor e gestor. […..] O convite da Tupy era para que Sylvio mais do que meramente desse aulas, era para que ele ajudasse a construir um sonho, algo grande, algo inusitado e necessário. “Acho que o sabor do desafio e, até certo ponto, da natureza do projeto, é o que mais me motivou. Além disso, quem estava por trás daquela idéia era uma empresa estruturada e respeitada”, lembra Sylvio. [….] pág70

Encerro esta matéria citando algumas máximas do professor, extraídas do livro:

 

“A falta de talentos, em qualquer área da atividade humana, tem de ser compensada pela dedicação.”

“Qualquer desafio recebido, não importam as adversidades, precisa ser vencido, dando a pessoa o melhor do seu eu.”

“Todo e qualquer desafio deve ser enfrentado com competência, coração e comprometimento”.       [….] pág 71

 

Só temos a agradecer ao professor Sylvio, pelo grande empenho de vida em prol da Educação!

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *