Vêneto – Pedalando até Treviso

 

Dia de sol, um atrativo para uma pedalada!

Andando sem destino definido, eis que vejo uma Placa:

TREVISO – 18 km.

Estranho…..sabia que Treviso estava a 28 km de Castelfranco Vêneto, local em que eu me encontrava, mas, naquele cruzamento constava 18 km. 

Não conferi no aplicativo do celular, simplesmente, entrei na estrada. Pensei: – Quem sabe existe um atalho!

Pedalar é muito bom aqui na Itália, porque, pode-se ver paisagens diversas das que estamos acostumados no Brasil e também por ser uma estação propícia (início da primavera).

À beira da estrada, algumas flores diferentes surgem entre a plantação e o acostamento:

IMG_3950

 

Após um tempo pedalando, chego no primeiro comune (a palavra ‘comune’ é masculina no idioma italiano e é o mesmo que ‘cidade’) chamado VEDELAGO.

Como na maioria dos comunes pequenos, a praça central também possui uma igreja e um memorial em homenagem aos soldados que morreram na guerra:

IMG_3967

IMG_3960 IMG_3964

 

Continuando a viagem, chego a uma “fração” que é tipo um distrito do comune de Vedelago, que se chama FOSSALUNGA.

Como nas demais localidades, temos a praça com a igreja e o monumento aos mortos na guerra:

 

 

Eis que logo após, vejo uma placa que indica: Treviso: 18 km!

Como pode???

Eu já tinha andado 10 km!!!  

Minha “leve” desconfiança se confirmou: provavelmente, não olhei direito aquela primeira placa.

Bom, o dia continuava lindo, já tinha andado 1/3 do caminho, resolvi continuar.

Logo à frente, uma plantação se destacava. Não sei que planta é, mas aquele amarelo todo no meio do verde era incrível!

 

Próximo comune: ISTRANA – e uma bela curiosidade: ISTRANA é cidade irmã da nossa LAPA no Paraná. 

IMG_3998

Em uma esquina, logo na chegada, um monumento aos aviadores:

IMG_4001 IMG_4004

 

Não entrei para o Centro do comune, somente segui viagem.

Poucos quilômetros andados e um novo comune, chamado PAESE.

Passei pela praça onde estava uma vistosa igreja:

IMG_4022

 

Muitas oliveiras no caminho. Achei curioso serem árvores com aparência tão “antiga”, e, pesquisando, soube que são árvores que duram centenas de anos e produzem muito por todo este tempo. Também são podadas para facilitar a colheita.

IMG_4014

 

A estrada vai passando por dentro das cidadezinhas, por isso fica tão agradável pedalar.

Nem se percebe o tempo passar.

Uma indicação sobre o próximo comune: a esperada TREVISO!

Cabe uma pequena observação:

Aqui na região do Vêneto, temos diversas províncias (=estados no Brasil).
Treviso é o nome de uma província.
M
as é também o nome do comune (=cidade no Brasil)   que é a capital daquela província.

Assim como nós temos o estado de São Paulo e a capital São Paulo, a província de Treviso tem o mesmo nome do comune Treviso.

Então, estou visitando pela primeira vez o comune TREVISO, ou seja, a capital.

Possui em torno de 80 mil habitantes.

IMG_4028

 

Fui direto para o Centro conhecer a Catedral de Treviso, que se chama Cattedrale di San Pietro Apostolo.

Sua construção iniciou no século VI e foi concluída no século XVIII.

800px-Facciata_del_duomo

 

A frente me pareceu “moderna” demais. Achei as laterais majestosas:

IMG_4051

 

Suas enormes paredes internas contém obras de vários artistas talentosos da época, entre eles, Tiziano.

O quarteirão inteiro tem prédios com fachadas bonitas, todos antiquíssimos. Tinha muitos turistas pelas ruas.

Após uma parada para um café, precisei acelerar, pois, o céu estava ficando com nuvens pesadas.

IMG_4107

 

Passei ainda por outra igreja bastante antiga e ainda mais alta: Chiesa de San Nicolò.

Nesta não entrei, pois, precisei partir:

IMG_4041

IMG_4037

 

Cruzei a praça para pegar o caminho de volta. Muitas árvores circundam a rua:

IMG_4113

 

E aqui, preparando a rota para retornar, afinal, as nuvens estão carregadas, e tenho mais de 30 km pela frente!

Pesquisei no Waze uma rota diferente daquela que fiz para chegar a Treviso e parti.

 

IMG_4119

Claro que aí está considerado percurso com automóvel. Certamente terei algumas horas sentada no selim da bike.

Algumas belezas arquitetônicas e belas paisagens no retorno:

IMG_4121

 

Flores e mais flores pelas praças, nos quintais, à beira do caminho…..

IMG_4122

 

 

Um casarão antiquíssimo!  Será que foi atingido durante a guerra?? 

IMG_4133

 

As videiras já estão começando a ficar vistosas, e, aqui, estão servindo de cerca para o terreno:

IMG_4135

 

Esta cena gerou curiosidade: Será que as galinhas soltas no meio da plantação de milho foram treinadas para não comer as mudinhas que estão crescendo?

Até fiquei observando um tempo. E elas pareciam procurar apenas minhocas ou outros bichinhos. Espertas! Sorte para o agricultor.

IMG_4141

 

Plantações de repolhos (ou couve?)

IMG_4150

 

Chegando no Comune de FANZOLO, mais uma majestosa igreja:

IMG_4155

 

E, faltando ainda uns 10 km para a chegada, eis que aquelas nuvens que vi lá em Treviso e que foram se avolumando, ficaram pesadas demais e despencou uma bela trovoada.

Tirei uma capa que tinha na bolsa, mas, o vento contrário era tão forte que mal eu conseguia pedalar, quem dera segurar o capuz da capa.

Por que não pensei em parar??  Não sei. Talvez por não entender muito de trovoadas. E se escurecer e não parar de chover?

Foi hilário! Até registrei minha situação:

IMG_4161

 

A chuva começou a diminuir quando eu cheguei ao destino. Até o sol retornou! Está escurecendo mais tarde pois agora a Itália está no horário de verão.

IMG_4163

Resumo do dia:

Percurso total: +/-  65 km

Transporte: Bicicleta de passeio (sem marchas).

Saída às 12:00h com 27º

Retorno às 19:20h com 13º  – pés e pernas encharcados e congelados!!! 

Mas feliz pela experiência, afinal, nada que um banho quente e um bom descanso não recupere!

FELIZ FINAL DE PÁSCOA!!!

2 Comentários

  1. Avatar Nilsa Krüger disse:

    Sensacional, Sander!
    Parabéns! Você descreve muito bem os lugares que visita, as sensações, etc.
    Estou amando acompanhar a sua aventura!
    Boa sorte! Beijos, saudades, Nilsa

    • Sander Sander disse:

      Oi Nilsa!!!
      Que bom saber que está gostando!
      Cada cantinho da Itália é inspirador. Não dá para passar por estes lugares e ficar com a lembrança apenas na memória.
      Gostaria que cada um de vocês pudesse estar aqui comigo, vivenciando estes momentos.
      Como não é possível, escrevo para poder compartilhar a vivência.
      Beijo grande!
      Sander

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *